Rosana Gimael Blogueira

domingo, 17 de janeiro de 2016

Pela Porta dos Fundos até o Paraíso?


A sensação é sempre de estranhamento.
Depois o baque.
Depois o questionamento e alguns dias cinzentos,
“Turbulentamente” tristes e aparentemente infindáveis.

Aí vem (nem sempre rápida e tão acessível  ao nosso entendimento!)  a suposta resposta
E, com ela, a tal bonança.
Então, nós nos apercebemos do “certo propósito” do Divino
Mesmo que tenhamos que passar antes “pela porta dos fundos”
Para chegarmos à entrada principal (triunfal)!
Mesmo que tenhamos que ser grotescamente pisados
Por pessoas com as quais tínhamos estreitas ligações
E repisados (por elas!)  no corpo na alma no coração  e também no ego-intruso forasteiro
Mesmo que a "humilhação" a nós imposta  por  tal “pessoa  ingrata" (aos nossos olhos)
-Que tudo interpreta a seu bel prazer-
Chegue inesperada.
Mesmo que venha o  julgamento alheio –“ do alienado”
Mesmo que lhe atirem pedras ou lancem seu nome à lama
Mesmo que as palavras propositadamente distorcidas  ressoem sem medidas
Empanando a “Verdade” ou  os “reais” sentimentos
Tenhamos em mente que:
Tudo tem que  ser ou acontecer  para que aprendamos “a lição de casa”.
Tudo faz parte da nossa “evolução” nesta existência tão efêmera!
Nem que tenha que o ser pela tal porta dos fundos...
Nem que tenha que o ser em forma de tsunami
Para que se acorde, para que se reconheça o tal “livramento”
Daquilo que não se consegue enxergar
Se não no amor que seja então na dor – sempre tão mais latente!

E essa tal  dor que um dia nos faz sangrar
É a mesma que nos  fortalece
É  a que estanca coisas e pessoas “ incertas”(ou certas?).
Nesta  nossa tão transitória jornada!

Não há os “mortalmente feridos” nem os “humilhados”.
Pois
Onde reside a cegueira espiritual
E enquanto a ignorância -ou alienação-imperar
Nessa morada o conhecimento não se estabelecerá!
Imperarão apenas falsos julgamentos sobre a “própria dor” e a “dor alheia”
(Também sobre as "delícias de sermos o que somos"!)
E, portanto, não haverá  libertação
Tampouco evolução.

Quando  a ingratidão prevalece
Nada de novo e bom acontece.
Enquanto  deixarmos velhos ultrapassados e indesejáveis pensamentos (e sentimentos!)
Nos  nortearem
Não daremos nunca espaço para o Novo se instaurar
Em nós
Em nossas vidas!

(...)
E ,entre  variadas citações que podem ser elucidativas em certos momentos
Convém sempre lembrar que:
"Quem semeia vento, colhe tempestade".Provérbios-22
"Ninguém pode oferecer aquilo que não tem". Lucas-6.45
“Cada criatura é um rascunho a ser retocado sem cessar.” Guimarães Rosa
“Viver é uma questão de rasgar-se e remendar-se.” Guimarães Rosa
 "Os cães ladram e a caravana passa”.Provérbio árabe 
"E se valeu a pena?Tudo vale a pena se a alma não é pequena”F.Pessoa
"O homem é o que é o seu coração" – Provérbios: 27.19
 "Somos o que pensamos. Tudo o que somos surge com nossos pensamentos. Com nossos    pensamentos, fazemos o nosso mundo- Buda
 'O pensamento é o ensaio da ação. - Sigmund Freud