Rosana Gimael Blogueira

domingo, 26 de julho de 2015

Pessoas Inesquecíveis de minha Cosmópolis

Dona Julieta e Sr. Tito Trevenzolli
Tio Rubens Jemael, Paulinho Tavano,Sr.Luiz Gallani,seu filho Lelo e Beni Nallin
Cosmópolis: a Cidade- Universo de pessoas muito queridas.

“Dou graças ao Senhor por tudo que recordo de vós” - Filipenses:1.3

São muitas as pessoas lindas e queridas, são  muitas as histórias que tenho em minha memória e em minhas retinas. São muitas as passagens, lindas  recordações que vêm em  “flashes” em minha memória como  um loooongo filme, recheado de cenas que adoçam a minha alma, sempre!  Imagens, cenários,  personagens...pessoas  de uma terra  que me faz sempre   dar graças ao Senhor por me remeter a tão bons sentimentos, por tudo de bom que dela posso recordar e abstrair. Uma cidade que não  é apenas um quadro pendurado  na parede de casa: é   a  cidade(meu cosmos) que me remete a  pessoas que me inspiram, que fizeram parte de coisas muito bem vividas e muito bem sentidas. Cidade onde estão minhas raízes, cenário de minha infância e juventude.

Julieta Trevenzolli, a  Dona Ju, e o Sr. Luiz Gallani  são duas das muuuitas pessoas inesquecíveis dessa minha cidade, desse “meu cosmos”. Duas pessoas iluminadas que partiram deixando seus rastros luminosos entre nós.

Dona Ju, a princípio a Julieta da Dona Amélia e do Sr. Nicola, depois a Julieta do Sr. Tito- o “seu Romeu” -  tinha em seu constante sorriso a tradução da alegria imensa de viver, a força e  a determinação: uma mulher carismática. Soube fazer do seu dom de ensinar  o  seu lema de vida. O amor com que abraçou a sua profissão – Professora tão amada!-  estendeu-se a todos ao seu redor, irradiou por onde passou. Suas atitudes, suas palavras, seus gestos, sua dedicação e seu carinho para com todos que a rodeavam expressavam a nobreza de sua alma, a nobreza do seu “ofício maior”.
Dela me lembro desde muito menina com seu olhar terno, com seu sorriso a me cercar na calçada perguntando  sempre do “papai e da mamãe”. Depois em bailes com o seu companheiro de todas as horas-não menos carismático-, o Sr. Tito Trevenzolli.  Casal presente em todos os bailes, casal lindo e amoroso, casal ímpar, almas afins. E como dançavam...lindamente!
Era muito lindo ver Dona Ju e Seu Tito juntos. Eram inspiradores o amor, a união deles! E que bela família formaram!
Quando iam à loja do meu pai eu os observava  a conversarem longa e animadamente com meus pais. Eu ficava fascinada com a conversa, com a admiração recíproca dos casais, com o jeito de falar da Dona Ju, com a elegância dela, com a alegria e ternura dela!
Carrego, hoje, em meu olhar, a imagem do casal em noite de baile no CFC...

Sr. Luiz Gallani e a esposa, Dona Alice
E quanto ao Sr. Luiz Gallani,  homem desprovido de um  certo “sentido” - a visão -, soube fazer despertar todos os “sentidos maiores” com seus acordes, com sua voz,  com sua sensibilidade ímpar, com sua maneira peculiar de enxergar o mundo, com seu amor desmedido pela família- e com todos a sua volta- através de  sua postura nobre, de seu jeito de “sentir”  o mundo. Homem digno, homem honrado, homem sábio e que deixou -além de sua música a ressoar  em todos nós, cosmopolenses- também uma linda família.
Lembro-me do jeito dele, seguro, firme e, ao mesmo tempo, tão doce! Lembro-me dos seus ensaios com meu tio Rubens, Tio Rage, com o Carão, com o Paulinho Tavano ...  Lembro-me das músicas , dos acordes que despertavam meu coração de menina pra emoções incontidas. Despertavam-me para a  linguagem maior, aquela  que não se poderia traduzir em palavras, a que tocava todos os meus sentidos, a que me transportaria, mais tarde, para outros “entendimentos da vida”.

Sabemos que a morte é inevitável. Sabemos que o corpo  morre; porém  a essência, o espírito jamais. Sabemos da fugacidade, da efemeridade  da vida, mas a nos é sempre desalentadora  a partida de pessoas por quem temos grande apreço, grande admiração;  pessoas que nos são  caras por aquilo que nos “presenteiam” - quer sejam durante a vida toda ou quer sejam em momentos que valem uma vida inteira - enquanto conosco estiveram:  suas essências luminosas.

Estes amigos tão  queridos, Dona Ju e Sr. Luiz Gallani,  que se foram   deixando  o melhor deles para nós –em nossos corações, em nossas memórias – deixam o céu ainda mais iluminado e a certeza de que  Deus  e  todos os Seus Anjos os recebem  com imensa alegria, lindas melodias e todas as honras que lhe são cabidas!
(...)

E que  Senhor, em sua infinita misericórdia, conforte a todos os familiares e amigos...