Rosana Gimael Blogueira

quinta-feira, 16 de julho de 2015

Mulheres que amam de mais, homens que amam de menos


Ofereço a "inspiração" abaixo a todas as mulheres, sejam elas incautas ou não, mulheres apenas e, como tais, com a essência do amor, as que se entregam ao parceiro sem reservas, as que acreditam no amor, que fantasiam ou idealizam, que esperam dos relacionamentos  parceria,  cumplicidade e, principalmente, respeito e troca.

Antes que qualquer pessoa venha a me perguntar se esta "carta" tem a ver comigo, apenas lhes digo que é a soma de "acontecimentos" que ouvi e vivi pela vida e, principalmente, é uma certa tradução da alma feminina e também de relacionamentos onde, infelizmente, presenciamos mulheres se doando  muito mais  do que recebendo,  de mulheres que esperam mudanças nas atitudes do parceiro - aquele que muitas delas supõem suprir suas carências. Ou mesmo para aquelas que não desistem de amar nunca e se veem em algum momento de fragilidade (ou emboscada), pegas de surpresa por sorrateiro "lobo travestido de cordeiro". Não devemos negar: tudo o que possamos julgar ruim nos traz , sim, discernimento e evolução.Sempre! Certas coisas têm um propósito de ser, mesmo que não as possamos  entender ou que, hoje, delas não tenhamos respostas.

Ocorre que a mulher continua evoluindo - mesmo que ainda, para muitos, às avessas- e os homens continuam os mesmos ou pelo menos, a grande maioria deles. E, acredito,que nós, mulheres, temos responsabilidade ( ou culpa) nisso , ou seja, "educamos", "alimentamos", "incentivamos"  , de alguma maneira, homens a serem fracos, egoístas, covardes, incapazes de amar ou de se doarem verdadeiramente a suas parceiras - principalmente as que ainda não se descobriram revolucionárias em" reverter o quadro" e, por isso, passam a vida a se lamentarem ou acabam por desistirem  de amar ou ainda se tornam amargas e acham que todos eles-homens-são iguais.

O texto abaixo pode servir àquelas mulheres- dependentes emocionais- que ainda não entenderam que com a autoestima elevada,   muito bem alimentada e por elas respeitadas, jamais poderão atrair "vampiros" sugadores de sua energia, de seu brilho.  Mesmo porque o amor (elevado!) que elas têm a elas mesmas sempre estará em primeiro lugar.Mulheres que se amam não dão brechas a homens de caráter duvidoso, a homens incapazes de amar!

Então, quem sabe, algum dia, mulheres bem-resolvidas possam carregar consigo o lema: "Atrás - ou ao lado- de uma grande mulher, uma bem-sucedida mulher, há ela mesma por ela e com ela!"
(...)
Seguem abaixo palavras perdidas em madrugadas frias,- de tempos "vindos e idos"- agora resgatadas com outras nuances da alma feminina, sempre tão surpreendente.

Caro Ex,

neste  dia chuvoso e frio, vieram me acenar as ditas cujas lembranças de outrora, quando nos  cruzamos de forma inusitada, também em dia frio, pós-chuva, porém  em tarde de sol entre tons de verdes, azuis, marrons,  em nuances brilhantes.

Vieram as sensações do inicio a me estremecerem. Vieram o gosto e  o impacto do primeiro beijo,  ardente e inesperado. Vieram as gentilezas, a sua voz quente com palavras doces no meu ouvido, o nosso enrolar e desenrolar sob  lençóis cheirando a maresia, sob olhares ardentes,  acompanhados das conversas gostosas nas gélidas madrugadas, sob o uivar de ventos ferozes e o bater das ondas do mar, indolentes.

Vieram especialmente hoje, elas -as lembranças -,porque comi o feijão da vizinha,  feito com colorau –argh! Porque me fartei de queijos e vinhos agora à noitinha, o que me remeteu àqueles queijos que vc um dia prometeu mandar-me e que não chegaram até hoje!  Dá pra entender, levando-se em consideração as características do seu signo e também do seu caráter.

Vieram as lembranças porque chegaram as  contas: a  da luz baixou e a  da água também! Porque a geladeira voltou a funcionar, porque voltei a dormir cedo – e sem sobressaltos - depois que vc  se foi. A casa tá impecável sem suas estripulias: cuecas, toalhas e afins não mais há espalhadas, amontoadas. Mas achei agorinha mesmo uma cueca sua e também uns escritos seus em papéis amarrotados com números de telefones,  em lugar questionável. E também porque do meu tabletão de 1k de chocolate meio amargo (achei, agorinha, escondido)  só restou a embalagem. Ah, e o pacote de farofa aberto, ao léu!-olha ele aqui, também escondidinho!

Não há mais seu ronco ensurdecedor obscurecendo o silêncio da noite enluarada e cúmplice. Nem seus gritos por ocasião de seus pesadelos do além, pela madrugada afora.

Vieram  as lembranças , hoje, a me visitarem porque a fatura do cartão de crédito chegou e vc não mandou o dinheiro que vc havia prometido mandar e lá estava a conta da nossa viagem  -feita às pressas -,  à tal  cidade por motivo de (seu) trabalho, vc se lembra?

 Vieram, de repente, porque  causou-me estranheza o seu não mais  pronunciamento  com suas doces palavras “ardilosas”, as mesmas que vc decorou, inclusive acompanhadas de letras de músicas pra  dezenas de outras mulheres, dos 18 aos 80 anos!
(...)
Por aqui, vamos levando. “Seu” cão sente sua falta.
Não sabia até há pouco se eu  sentia a sua falta pela força do hábito-mesmo que esdrúxulo. Ainda há pouco não saberia eu avaliar  se esse término  de relacionamento  fora uma perda ou um livramento. Agora sei :foi um livramento.

Vim perguntar se você está bem, se continua tendo sonhos do além,  se continua com os remédios, se largou o cigarro,  se continua dizendo“eu te amo” e “vc é a mulher dos meus sonhos, da minha vida” pra todas  e “xavecando” outras tantas , se continua gastando sua grana em botecos ou deixando rastros de sua bagunça – pra não dizer outro termo - por onde passa....perguntas apenas, mesmo sabendo que posso ficar sem resposta ou ouvir alguma resposta fantasiosa pra não dizer ludibriosa. Ou mesmo algo tipo revanche: "A minha vida tá muuuito boa", traduzindo, "Passo muito bem sem vc! rsrsrs.

Vim em paz, sem qualquer indício de cobrança rsrsrs, apenas me divertindo com algumas lembranças!

Vim te contar que, graças a vc,  voltei a estudar e tô me exercitando mais. E que já sei pregar botão e também arrumar torneiras. Hahaha. Também te dizer  que  já não sou mais tão incauta. E pra te falar que tô me repaginando e repaginando a minha vida. Tô me reinventando.

Meu caro Ex,  vim te dizer que  não mais acredito em cara-metade; apenas em cara-inteira. E também que não me preocupo em encontrar a pessoa certa pra mim, tão "errada" que sou.

Vim te falar que entendi o seu recado. De quando se foi fazendo promessas,  seguidas  de distanciamento pra logo depois se justificar do cansaço, do excesso de trabalho etc e tal por não poder falar comigo;  foi um curto espaço de tempo pra reforçar o que eu já havia sacado lá  atrás. É que mulher gosta mesmo, meu caro Ex,  é de se iludir, de sonhar, de fantasiar, não é mesmo? E vc , meu Ex,  tem o dom de sacar isso – vc é Mestre!
e, principalmente, sabe que o ponto fraco feminino 
 ou o tal ponto G  - tá mesmo é  nos ouvidos! Ô rapaz espeeeerrrto!

Não vim criticar suas novas amizades nem possíveis novos amores, nem retomar aquele clima de guerra, nem dizer qualquer coisa que não seja sincera.

Não vim propor amizade, não quero sua amizade, apenas que cumpra o que prometeu, se a sua soberba e sua “hombridade” permitirem. Não se esqueça de fechar todas as portas do passado, de quitar suas pendências, certo? Porque, do contrário, a sua vida não fluirá. Afinal, sabemos existir, de fato, a  tal “lei maior”, a lei do retorno  : aqui se faz, aqui se paga, não é mesmo?

Vim pra te dizer para excluir a minha foto de sua página e também para tirar o meu nome em “Referências” do seu Currículo. Desnecessário aqui me aprofundar, né Ex?

Vim  dizer que te perdoo por  vc não ser o que eu - um dia - acreditei  ser, apesar de todas as evidências contrárias. E, principalmente, pra te dizer, ilustríssimo Ex,  que eu te “liberto”. Mas só depois, claro, que vc zerar suas pendências.

Vim pra dizer, enfim, que” a gente não se queira mal, apenas não se queira mais”. E que fiquemos beeeeem  longe um do outro, depois de cumprido seu  trato, claro.

E tudo o que deixei de dizer ou o que possa ser (contraditoriamente ) entendido nas linhas acima,  faça-se  esclarecer como luz faiscante em noites sem lua, noites de puro breu. Ou,  quem sabe, o tempo – ou  a vida, melhor escola, mesmo para alunos que insistem em não querer aprender com os desacertos -possa esclarecer ou ensinar a vc e fazê-lo entender que não se tripudia em cima de ninguém, especialmente, claro, das mulheres!
Seja feliz : é o que hoje te desejo, depois de cumprido o trato e,  principalmente, SEJA HOMEM - o que bem sei, não é tarefa das mais fáceis  nos dias de hoje! E, principalmente, não se esqueça de que “quanto maior a altura, maior o  tombo” e que a vida é uma caixinha de surpresas...tudo tão efêmero, tão fugaz!

Ah, se acaso tenha interesse em saber – vai que dias difíceis lhe sobrevenham  - devo-lhe dizer que estarei deveras ocupada nos próximos meses  também cuidando muito bem de mim, sendo feliz e, acima de tudo, beeem  sintonizada ...antenada com meu instinto - hoje muuuito  aguçado - de autopreservação, no tocante a certas espécies ditas “humanas”.

E , ao seguir por estradas,  não mais sem rumo ou sem destino, certa estou de que eu  não vacilarei em negar "carona" - em minha vida -a quem quer que seja, que não tenha a ver com a minha nova "roupagem".

Sem mais, espero que vc, meu "caríssimo" Ex , a quem permiti que entrasse  em minha vida  e com quem aprendi muitas coisas e quem  me despertou para tantas outras-apesar de tudo o que se passou-,  aja com prudência ao se referir a minha pessoa, aquela que te estendeu a mão quando vc mais precisou. Aquela que, de certa forma, te trouxe "sorte", te alavancou pra novos bons horizontes.

Ah, espero que realmente  vc cumpra o "tal" trato, porque vc sabe como as  mulheres reagem a certos comportamentos e atitudes questionáveis- pra não dizer inaceitáveis- em um homem!

Tenha um "bom hoje", já que  o amanhã -sabemos - é tão incerto...

Lembranças da sua Ex

MÚSICAS ALTAMENTE FOSSÍDICAS