Rosana Gimael Blogueira

segunda-feira, 12 de janeiro de 2015

MERGULHANDO NA ESPIRITUALIDADE




Tenho caminhado ouvindo a Rádio Mundial e, a cada dia, tenho me surpreendido com o que tenho ouvido e aprendido. Recomendo a vocês, quando puderem, sintonizarem na 95.7. E que consigam separar o joio do trigo, porque há de tudo o que puderem imaginar de meia em meia hora, 24 h por dia. 
Há desde palestras motivacionais, rituais espiritualistas, rituais de Anjos e Arcanjos, interpretação de sonhos, leitura bíblica e orações de religiões inúmeras até consultoria em finanças,  medicina ortomolecular, medicina alternativa,  rituais de inúmeras crenças,  psicologia, psiquiatria,  filosofia,  dianética,  mitologia , ocultismo, misticismo, leitura de tarô, leitura de aura, radiestesia,  apometria,  horóscopo, mapa astral, yoga, meditação.
Ah, e tem o  JBN, o Jornal das Boas Notícias!
Antes, eu vivia plugada na CBN. Hoje, mais light e adepta de outras “paragens” , estou em sintonia e em harmonia com o que me rodeia.
Vale a pena investir pelo menos uma hora do seu dia em vc, alimentando a  mente, o coração, a alma e o espírito. São 180 comunicadores, centenas de especialistas e eu, mais "antenada", já sei o horário dos melhores deles e o que realmente faz a minha cabeça.
Deixo abaixo o site da rádio, dentre outros, desejando a vocês, desde já,um mergulho profundo e revigorante!

Prosperidade, Paz e Luz a todos!
https://www.bibliaonline.com.br/

http://www.padrepio.catholicwebservices.com/PORTUGUES/Oracao.htm



http://radiomundial.com.br/comunicadores/

http://www.conscienciacosmica.com.br/

http://www.institutobiosegredo.com.br/

http://www.entrevidas.com.br/

http://www.espacoholistico.com.br/

http://www.progresso.com.br/caderno-a/brasil-mundo/terapeuta-marca-reuniao-virtual-para-curar-o-planeta-terra

http://www.naturezaterapia.com/

Jornadas da alma

http://www.portalangels.com/anjos/categoria/arcanjos

http://www.ippb.org.br/textos/textos-periodicos/1319-palavras-com-o-fogo-da-alma

http://somostodosum.ig.com.br/

http://serenasalgado.blogspot.com.br/

http://www.simonearrojo.com.br/

http://animamundhy.com.br/blog/poderosa-e-milagrosa-oracao-a-arcanjo-miguel-tres-dias-de-invocacao-grande-fraternidade-branca


http://www.martabraga.com.br/

http://www.avidaebarbara.com.br/










Principais Religiões

Conheça as principais religiões do mundo
ReligiãoO que prega
Adventista (Adventista da Promessa, Adventista do Sétimo Dia)Doutrina centralizada na figura de Jesus, considerado o salvador, e no que chamam o "advento de Cristo", ou seja, seu retorno à Terra

+ Tudo sobre os adventistas
BudismoReligião pregada por Buda há quase três mil anos. Surgiu na Índia, mas chegou ao Brasil por meio dos imigrantes japoneses. Desapego é uma das principais características

+ Tudo sobre o budismo
CandombléCultua os orixás. Suas cerimônias acontecem em terreiros e são fechadas. A celebração é em língua africana, marcada por cantos e pelo som de batuques

+ Tudo sobre o candomblé
CatolicismoA Igreja Católica considera que todos os que foram batizados são católicos. Reverenciam a Virgem Maria e os santos. A missa é o principal ato litúrgico católico e seu ponto culminante é a eucaristia

+ Tudo sobre catolicismo
CientologiaSeguidores acreditam que são imortais. Corrente de pensamento filosófico-religioso mesclada a técnicas psicoterápicas e doutrina budista

+ Tudo sobre a cientologia
EspiritismoOs espíritas acreditam na vida após a morte e na reencarnação sucessiva até que se atinja a perfeição. Allan Kardec é um dos principais expoentes da religião

+ Tudo sobre espiritismo
HinduísmoÉ uma maneira diferente de entender a vida, para a qual os valores ocidentais são totalmente estranhos. O hinduísmo é uma reunião de valores, filosofias e crenças, derivadas de diferentes povos e culturas

+ Tudo sobre o hinduísmo
IslamismoBaseado no Alcorão, o islamismo crê em Alá e nos ensinamentos de Maomé. Seus seguidores são os muçulmanos. A palavra islã significa submeter-se e exprime a obediência a Alá

+ Tudo sobre o islamismo
JudaísmoLivro sagrado dos judaicos é a Torá, e nela está a base da religião. A cabala judaica atualmente é muito divulgada e representa a expressão da Torá do modo como o mundo funciona

+ Tudo sobre judaísmo
MessiânicaDoutrina oriental que tem como objetivo construir um local eliminando todo o mal da sociedade, como doenças, fome e guerras

+ Tudo sobre a Igreja Messiânica
Movimento Hare KrishnaVem da linha hinduista. Os praticantes não comem carne, não bebem e nem fumam. Os homens raspam o cabelo e carregam um rosário de 108 contas

+ Tudo sobre o Movimento Hare Krishna

Movimento Sannyasin de Osho Rajneesh
Filosofia do guru zen, nascido na Índia, é cheia de alegria pela vida e tem um sentimento de celebração. Desenvolveu vários tipos de meditação

+ Tudo sobre Osho
Santo DaimeO chá do Santo Daime ou União do Vegetal provoca alucinações e visões místicas. É mais conhecido como ayahuasca. Para os seguidores, o chá livra o corpo e a alma das impurezas, e abre caminho para a comunicação com os antepassados

+ Tudo sobre o Daime
SatanismoRejeita qualquer forma de cristianismo. Ao invés de focar sua atenção em uma divindade, o satanismo volta sua atenção ao avanço espiritual do indivíduo. Há os conhecidos rituais, mas que só usam da força física quando são feitos por pessoas com distúrbios psicológicos

+ Tudo sobre o satanismo
Seicho-no-ieFilosofia oriental que prega que o ser humano é filho de Deus, e que, através de atos, palavras e pensamentos, é preciso tornar este mundo um mundo melhor. Acredita que todas as religiões são luzes de salvação que emanam de um único Deus

+ Tudo sobre o seicho-no-ie
TaoísmoFilosofia chinesa que determina que tudo no mundo é composto pelos elementos opostos yin e yang. Esses elementos transformam-se uns nos outros e estão em eterno movimento, equilibrado pelo invisível e onipresente

+ Tudo sobre o taoísmo
Testemunhas de JeováSeguidores acreditam seguir um cristianismo primitivo. Os membros costumam bater de porta em porta para divulgar sua crença. Usam a Bíblia como referência

+ Tudo sobre os Testemunhas de Jeová
UmbandaMistura crenças e rituais africanos e europeus. Tem no candomblé uma de suas raízes. Considera o universo povoado por entidades espirituais, os guias, que entram em contato com os homens por meio dos médiuns. Esses guias se apresentam por meio de figuras como a pombajira

+ Tudo sobre umbanda
WiccaReligião neopagã. Os seguidores têm amor incondicional pela natureza e cultuam duas divindades, a Deusa e o Deus. São adeptos de magias e rituais

+ Tudo sobre a wicca
XamanismoPrática espiritual que engloba conjunto de crenças ancestrais. Promete cura de vários males

+ Tudo sobre xamanismo
XintoísmoReligião predominante no Japão, seguida pela família imperial. Cultua deuses (a principal é a deusa Amaterasu) e considera que os espíritos dos antepassados também são divindades. Também prega o bom relacionamento familiar

+ Tudo sobre o xintoísmo

http://www.abril.com.br/pagina/principais_religioes.shtml
http://www.gospelatualidades.com/2012/03/saiba-mais-sobre-os-simbolos-religiosos.html

http://amorscan.blogspot.com.br/2011/10/auxilios-da-biblia-para-momentos.html


Auxílios da Bíblia para momentos difíceis da vida


O CAMINHO DA SALVAÇÃO 


João 14.6 - Disse-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida. Ninguém vem ao Pai senão por mim.
Atos 16.31 - E eles disseram: Crê no Senhor Jesus Cristo e serás salvo, tu e a tua casa.
 Rm 10.9 - ...Se, com a tua boca, confessares ao Senhor Jesus e, em teu coração, creres que Deus o ressuscitou dos mortos, serás salvo.

CONFORTO EM TEMPO DE SOLIDÃO 


Hebreus 13.5-6 - Sejam os vossos costumes sem avareza, contentando-vos com o que tendes; porque ele disse: Não te deixarei, nem te desampararei. E assim com confiança ousemos dizer: O Senhor é o meu ajudador, e não temerei o que me possa fazer o homem.
Efésios 6.10-18 - ... fortalecei-vos no Senhor e na força do seu poder. Revesti-vos de toda a armadura de Deus, para que possais estar firmes contra as astutas ciladas do diabo; porque não temos que lutar contra carne e sangue, mas, sim, contra os principados, contra as potestades, contra os príncipes das trevas deste século, contra as hostes espirituais da maldade, nos lugares celestiais. Portanto, tomai toda a armadura de Deus, para que possais resistir no dia mau e, havendo feito tudo, ficar firmes. Estai, pois, firmes, tendo cingidos os vossos lombos com a verdade, e vestida a couraça da justiça, e calçados os pés na preparação do evangelho da paz; tomando sobretudo o escudo da fé, com o qual podereis apagar todos os dardos inflamados do maligno. Tomai também o capacete da salvação e a espada do Espírito, que é a palavra de Deus, orando em todo tempo com toda oração e súplica no Espírito e vigiando nisso com toda perseverança e súplica por todos os santos.

CONFORTO EM TEMPO DE TRISTEZA 


2 Coríntios 1.3-5 - Bendito seja o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, o Pai das misericórdias e o Deus de toda a consolação; Que nos consola em toda a nossa tribulação, para que também possamos consolar os que estiverem em alguma tribulação, com a consolação com que nós mesmos somos consolados de Deus. Porque, como as aflições de Cristo, são abundantes em nós, assim também a nossa consolação por meio de Cristo.
Romanos 8.26-28 - E da mesma maneira também o Espírito ajuda as nossas fraquezas; porque não sabemos o que havemos de pedir como convém, mas o mesmo Espírito intercede por nós com gemidos inexprimíveis. E aquele que examina os coraçäes sabe qual é a intenção do Espírito; e é ele que segundo Deus intercede pelos santos. E sabemos que todas as coisas contribuem juntamente para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados por seu decreto.

ALÍVIO EM TEMPO DE SOFRIMENTO 


2 Coríntios 12.9, 10 - E disse-me: A minha graça te basta, porque o meu poder se aperfeiçoa na fraqueza. De boa vontade pois me gloriarei nas minhas fraquezas, para que em mim habite o poder de Cristo. Pelo que sinto prazer nas fraquezas, nas injúrias, nas necessidades, nas preseguições, nas angústias por amor de Cristo. Porque quando estou fraco então sou forte.
Hebreus 12.3-13 - Considerai, pois, aquele que suportou tais contradições dos pecadores contra si mesmo, para que não enfraqueçais, desfalecendo em vossos ânimos. Ainda não resististes até ao sangue, combatendo contra o pecado. E já vos esquecestes da exortação que argumenta convosco como filhos: Filho meu, não desprezes a correção do Senhor e não desmaies quando, por ele, fores repreendido; porque o Senhor corrige o que ama e açoita a qualquer que recebe por filho. Se suportais a correção, Deus vos trata como filhos; porque que filho há a quem o pai não corrija? Mas, se estais sem disciplina, da qual todos são feitos participantes, sois, então, bastardos e não filhos. Além do que, tivemos nossos pais segundo a carne, para nos corrigirem, e nós os reverenciamos; não nos sujeitaremos muito mais ao Pai dos espíritos, para vivermos? Porque aqueles, na verdade, por um pouco de tempo, nos corrigiam como bem lhes parecia; mas este, para nosso proveito, para sermos participantes da sua santidade. E, na verdade, toda correção, ao presente, não parece ser de gozo, senão de tristeza, mas, depois, produz um fruto pacífico de justiça nos exercitados por ela. Portanto, tornai a levantar as mãos cansadas e os joelhos desconjuntados, e fazei veredas direitas para os vossos pés, para que o que manqueja se não desvie inteiramente; antes, seja sarado.

ORIENTAÇÃO EM TEMPO DE DECISÃO 


Tiago 1.5-6 - E, se algum de vós tem falta de sabedoria, peça -a a Deus, que a todos dá liberalmente e não o lança em rosto; e ser-lhe -á dada. Peça -a, porém, com fé, não duvidando; porque o que duvida é semelhante à onda do mar, que é levada pelo vento e lançada de uma para outra parte.
Provérbios 3.5, 6 - Confia no SENHOR de todo o teu coração e não te estribes no teu próprio entendimento. Reconhece -o em todos os teus caminhos, e ele endireitará as tuas veredas.

PROTEÇÃO EM TEMPO DE PERIGO 


Salmo 91 - Aquele que habita no esconderijo do Altíssimo, à sombra do Onipotente descansará. Direi do SENHOR: Ele é o meu Deus, o meu refúgio, a minha fortaleza, e nele confiarei. Porque ele te livrará do laço do passarinheiro e da peste perniciosa. Ele te cobrirá com as suas penas, e debaixo das suas asas estarás seguro; a sua verdade é escudo e broquel. Não temerás espanto noturno, nem seta que voe de dia, nem peste que ande na escuridão, nem mortandade que assole ao meio-dia. Mil cairão ao teu lado, e dez mil, à tua direita, mas tu não serás atingido. Somente com os teus olhos olharás e verás a recompensa dos ímpios. Porque tu, ó SENHOR, és o meu refúgio! O Altíssimo é a tua habitação. Nenhum mal te sucederá, nem praga alguma chegará à tua tenda. Porque aos seus anjos dará ordem a teu respeito, para te guardarem em todos os teus caminhos. Eles te sustentarão nas suas mãos, para que não tropeces com o teu pé em pedra. Pisarás o leão e a áspide; calcarás aos pés o filho do leão e a serpente. Pois que tão encarecidamente me amou, também eu o livrarei; pô-lo-ei num alto retiro, porque conheceu o meu nome. Ele me invocará, e eu lhe responderei; estarei com ele na angústia; livrá-lo-ei e o glorificarei. Dar-lhe-ei abundância de dias e lhe mostrarei a minha salvação.
Salmo 121 - Elevo os olhos para os montes: de onde me virá o socorro? O meu socorro vem do SENHOR, que fez o céu e a terra. Não deixará vacilar o teu pé; aquele que te guarda não tosquenejará. Eis que não tosquenejará nem dormirá o guarda de Israel. O SENHOR é quem te guarda; o SENHOR é a tua sombra à tua direita. O sol não te molestará de dia, nem a lua, de noite. O SENHOR te guardará de todo mal; ele guardará a tua alma. O SENHOR guardará a tua entrada e a tua saída, desde agora e para sempre.

CORAGEM EM TEMPO DE MEDO 


Hebreus 13.5-6 - Sejam os vossos costumes sem avareza, contentando-vos com o que tendes; porque ele disse: Não te deixarei, nem te desampararei. E assim com confiança ousemos dizer: O Senhor é o meu ajudador, e não temerei o que me possa fazer o homem.
Efésios 6.10-18 - ... fortalecei-vos no Senhor e na força do seu poder. Revesti-vos de toda a armadura de Deus, para que possais estar firmes contra as astutas ciladas do diabo; porque não temos que lutar contra carne e sangue, mas, sim, contra os principados, contra as potestades, contra os príncipes das trevas deste século, contra as hostes espirituais da maldade, nos lugares celestiais. Portanto, tomai toda a armadura de Deus, para que possais resistir no dia mau e, havendo feito tudo, ficar firmes. Estai, pois, firmes, tendo cingidos os vossos lombos com a verdade, e vestida a couraça da justiça, e calçados os pés na preparação do evangelho da paz; tomando sobretudo o escudo da fé, com o qual podereis apagar todos os dardos inflamados do maligno. Tomai também o capacete da salvação e a espada do Espírito, que é a palavra de Deus, orando em todo tempo com toda oração e súplica no Espírito e vigiando nisso com toda perseverança e súplica por todos os santos.

PAZ EM TEMPO DE TRIBULAÇÃO 


Isaías 26.3, 4 - Tu conservarás em paz aquele cuja mente está firme em ti; porque ele confia em ti. Confiai no SENHOR perpetuamente; porque o SENHOR Deus é uma rocha eterna.
Filipenses 4.6, 7 - Não estejais inquietos por coisa alguma; antes, as vossas petiçäes sejam em tudo conhecidas diante de Deus, pela oração e súplicas, com ação de graças. E a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará os vossos coraçäes e os vossos sentimentos em Cristo Jesus.

DESCANSO EM TEMPO DE CANSAÇO 


Mateus 11.28-29 - Vinde a mim, todos os que estais cansados e oprimidos, e eu vos aliviarei. Tomai sobre vós o meu jugo, e aprendei de mim, que sou manso e humilde de coração, e encontrareis descanso para a vossa alma.

FORÇA EM TEMPO DE TENTAÇÃO 


Tiago 1.12-16 - Bem-aventurado o homem que suporta a tentação; porque, quando for provado, receberá a coroa da vida, a qual o Senhor tem prometido aos que o amam. Ninguém, sendo tentado, diga: De Deus sou tentado; porque Deus não pode ser tentado pelo mal, e a ninguém tenta. Mas cada um é tentado, quando atraído e engodado pela sua própria concupiscência. Depois, havendo a concupiscência concebido, dá à luz o pecado; e o pecado, sendo consumado, gera a morte. Não erreis, meus amados irmãos.
1 Coríntios 10.6-13 - E estas coisas foram feitas em figura, para que não cobicemos as coisas más, como eles cobiçaram. Não vos façais, pois, idólatras, como alguns deles, conforme está escrito: O povo assentou-se a comer e a beber, e levantou-se para folgar. E não nos prostituamos, como alguns deles fizeram; e caíram num dia vinte e três mil. E não tentemos a Cristo, como alguns deles também, e pereceram pelas serpentes. E não murmureis, como também alguns deles murmuraram, e pereceram pelo destruidor. Ora, tudo isto lhes sobreveio como figuras, e estão escritas para aviso nosso, para quem já são chegados os fins dos séculos. Aquele, pois, que cuida estar em pé, olhe não caia. Não veio sobre vós tentação, senão humana; mas fiel é Deus, que não vos deixará tentar acima do que podeis, antes com a tentação dará também o escape, para que a possais suportar.

ADVERTÊNCIA EM TEMPO DE INDIFERENÇA 


Gálatas 5.19-21 - Porque as obras da carne são manifestas, as quais são: prostituição, impureza, lascívia, idolatria, feitiçarias, inimizades, porfias, emulações, iras, pelejas, dissensões, heresias, invejas, homicídios, bebedices, glutonarias e coisas semelhantes a estas, acerca das quais vos declaro, como já antes vos disse, que os que cometem tais coisas não herdarão o Reino de Deus.
Hebreus 10.26-31 - Porque, se pecarmos voluntariamente, depois de termos recebido o conhecimento da verdade, já não resta mais sacrifício pelos pecados, mas uma certa expectação horrível de juízo e ardor de fogo, que há de devorar os adversários. Quebrantando alguém a lei de Moisés, morre sem misericórdia, só pela palavra de duas ou trê s testemunhas. De quanto maior castigo cuidais vós será julgado merecedor aquele que pisar o Filho de Deus, e tiver por profano o sangue do testamento, com que foi santificado, e fizer agravo ao Espírito da graça? Porque bem conhecemos aquele que disse: Minha é a vingança, eu darei a recompensa, diz o Senhor. E outra vez: O Senhor julgará o seu povo. Horrenda coisa é cair nas mãos do Deus vivo.

PERDÃO EM TEMPO DE ARREPENDIMENTO 


Isaías 1.18 - Vinde, então, e argui-me, diz o SENHOR; ainda que os vossos pecados sejam como a escarlata, eles se tornarão brancos como a neve; ainda que sejam vermelhos como o carmesim, se tornarão como a branca lã.
1 João 1.7-9 - Mas, se andarmos na luz, como ele na luz está, temos comunhão uns com os outros, e o sangue de Jesus Cristo, seu Filho, nos purifica de todo o pecado. E se dissermos que não temos pecado, enganamo-nos a nós mesmos, e não há verdade em nós. Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados, e nos purificar de toda a injustiça.
 Fonte: Os Gideões Internacionais - http://www.gideoes.org.br/

Para outros auxílios, veja a lista abaixo. Você pode procurá-los em sua Bíblia, ou rapidamente numa Bíblia OnLine, clicandoAQUI.

ONDE ENCONTRAR AUXÍLIO QUANDO

AMARGURADO OU CRÍTICO - I Coríntios cap. 13
ANGUSTIADO - Salmo 51; Mateus cap. 5 vers. 4;João cap. 14;II Coríntios cap. 1 vs. 3-4;I Tessalonicenses cap. 4, vs. 13 a 18.
ANSIOSO - Salmo 46;Mateus cap. 6 vs. 19 a 34; Filipenses cap. 4 v.6;I Pedro cap.5 vs. 6-7;
AUSENTANDO-SE DO LAR - Salmo 121;Mateus cap. 10 vs.16 a 20.
CANSADO - Salmo 90;Mateus cap. 11 vs. 28 a 30; I Coríntios cap. 15 v. 58; Gálatas cap.6 vs. 9-10
ARREPENDIDO E TRISTE - Salmo 4;Salmo 42;Lucas cap.11 vs. 1 a 13;João cap. 17;I João cap. 5 vs. 14-15.
DEPRIMIDO - Salmo 34
AMEAÇADO - Salmo 91;Salmo 118 5:-6;Lucas cap. 8 vs. 22 a 25
DESENCORAJADO - Salmo 23; Salmo 55:22; Mateus cap. 5 vs. 11-12;II Coríntios cap. 4 vs. 8 a 18;Filipenses cap. 4 vs. :4 a 7.
DESVIADO - Salmo 51I João cap. 1 vs. 4 a 9
EM DIFICULDADES - Salmo 16; Salmo 31João cap. 14 vs. 1 a 4; Hebreus cap. 7 v. 25
EM DÚVIDA - Mateus cap. 8 v. 26; Hebreus cap. 11
ENFERMO OU NA DOR - Salmo 38 ; Mateus cap. 26 v. 39 ;Romanos cap. 5 vs. 3 a 5; II Coríntios cap. 12 vs. 9 e 10; I Pedro cap. 4 vs. 12,13 e 19
ENFRENTANDO CRISE - Salmo 121; Mateus cap. 6 vs. 25 a 34; Hebreus cap. 4 v. 16
FALTA A FÉ - Salmo 42:5; Hebreus cap. 11
FALTAM OS AMIGOS - Salmo 41:9-13; Lucas cap. 17 vs. 3-4; Romanos cap.12 vs. 14-21; II Timóteo cap. 4 vs. 16 a 18
NECESSITANDO ORIENTAÇÃO - Salmo 32:8
NECESSITANDO PAZ - João cap. 14 vs. 1 a 4; João cap. 16 v. 33; Romanos cap. 5 vs. 1 a 5; Filipenses cap. 4 vs. 6-7
NECESSITANDO PROTEÇÃO DE DEUS - Salmo 27:1-6; Salmo 91; Filipenses cap. 4 v. 19
NECESSITANDO REGRAS PARA VIVER - Romanos cap. 12
PREOCUPADO - Mateus cap. 6 vs. 19 a 34; I Pedro cap. 5 vs. 6-7
PROTEGIDO - Salmo 18:1-3; Salmo 34:7
COM MEDO - Salmo 34:4; Mateus cap. 10 v. 28; II Timóteo cap. 1 v. 7; Hebreus cap. 13 vs. 5-6
SOLITÁRIO - Salmo 23; Hebreus cap.13 vs. 5-6
TENTADO - Salmo 1; Salmo 139:23,24; Mateus cap.26 v. 41; I Coríntios cap.10 vs. 12 a 14; Filipenses cap.4 v. 8; Tiago cap. 4 v. 7 ; II Pedro cap. 2 v. 9; II Pedro cap. 3 v. 17
TRISTE - Mateus cap. 5 v.4; II Coríntios cap. 1 vs. 3,4
VENCIDO - Salmo 6; Romanos cap. 8 vs. 31 a 39; I João cap. 1 vs. 4 a 9
VIAJANDO - Salmo 121
AGRADECIDO - Salmo 100; I Tessalonicenses cap. 5 v. 18; Hebreus cap. 13 v. 15


Religião Evangélica

http://www.mensagemespirita.com.br/oracoes/
Como Surgiu :

Foi Criada Por MARTINHO LUTERO por Meio Da Reforma PROTESTANTE !

A Reforma Protestante foi um movimento que começou no século XVI com uma série de tentativas de reformar a Igreja Católica Romana, e que culminou com a divisão e o estabelecimento de várias igrejas cristãs, das quais se destacam o Luteranismo (de Martinho Lutero), as igrejas reformadas e os Anabaptistas. A Reforma Protestante tem um intuito moralizador, colocando em plano de destaque a moral do indivíduo (conhecedor agora dos textos religiosos, após séculos em que estes eram o domínio privilegiado dos membros da hierarquia eclesiástica). O biógrafo de João Calvino, o francês Bernard Cottret, escreve: "Com o Concílio de Trento (1545-1563)... trata-se da racionalização e reforma da vida do clero. A Reforma Protestante é para ser entendida num sentido mais extenso: ela denomina a exortação ao regresso aos valores cristãos de cada indivíduo". A Igreja havia criado um meio de salvação no qual para ser salvo, o homem deveria passar por uma série de passos e rituais nos quais, além de Jesus, havia a intercessão de santos e a necessidade de penitências. A Reforma redescobriu o papel de o próprio indivíduo poder se achegar a Deus, e obter o perdão e a sua salvação.

Curiosidades :

1- Relacionado com a Trindade.
Cremos na existência de um único Deus eterno, pessoal, eternamente existente em três pessoas distintas: Pai, Filho e Espírito Santo. Cremos em Deus Pai, nunca visto por homem algum, que é Espírito, e, portanto, desprovido de corpo físico, mas que foi revelado em carne por seu Filho, Nosso Senhor Jesus Cristo. Cremos em todos os Seus atributos divinos conforme estão expressos na Bíblia Sagrada. Cremos no Senhor Jesus Cristo, como Filho de Deus, igual no Pai e no Espírito Santo. em divindade e atributos. Cremos no seu nascimento virginal, na sua perfeita humanidade, na sua vida imaculada, nos Seus milagres, na Sua morte vicária e expiatória, na sua ressurreição corpórea, na sua ascensão ao céu, na sua actual intercessão e mediação. Cremos na Sua segunda Vinda em duas fases distintas: a primeira, para arrebatar a Igreja, antes da grande Tribulação, ressuscitando os crentes fiéis e transformando os crentes vivos, arrebatando-os para o Céu. A segunda, para estabelecer o Seu Reino Milenar. Cremos no Espírito Santo. Cremos na Sua personalidade, divindade e actividade, que opera a conversão e regeneração do pecador. Igual ao Pai e ao Filho em divindade e atributos.

2- Relacionado com as Sagradas Escrituras.
Cremos na inspiração verbal da Bíblia, infalível e depositária da verdade e revelação divina. Cremos na sua suprema autoridade como única e suficiente regra de fé e prática. Cremos na sua e perfeição em tudo o que declara. Cremos na Bíblia como um todo harmónico, com os seus grandes princípios imutáveis. Sentimo-nos obrigados por tudo o que a Bíblia diz, e não por aquilo que ela omite. Seguimos o que está expressamente revelado, e não o subentendido ou acrescentado ao seu texto. Como ministros da Palavra ensinamos toda a Escritura interpretando-a correctamente de acordo com a hermenêutica bíblica.
3- Omissões à presente declaração.
Esta declaração tem apoio em textos expressos na Bíblia Sagrada, e tudo o que foi omitido remetemos para os princípios e preceitos claramente expressos na Escritura.


http://www.mensagemespirita.com.br/oracoes/

http://super.abril.com.br/religiao/cabala-misticismo-judaico-revelado-622423.shtml

http://pt.wikipedia.org/wiki/Tor%C3%A1

http://pt.wikipedia.org/wiki/Alcor%C3%A3o


Cabala - O misticismo judaico revelado



Qual a origem do Universo? Por que estamos aqui? De onde vem a vida? O que acontece depois da morte? Imagine se você pudesse fazer todas essas perguntas diretamente para a autoridade máxima no assunto. Isso mesmo: que tal ter uma conversa com Deus e ouvir dele todas as respostas? Agora imagine que as respostas já existem, e foram passadas de geração a geração por um grupo de sábios estudiosos, do início dos tempos até os dias de hoje. Pois essa é a definição da cabala: uma revelação feita por Deus para os homens, capaz de esclarecer todos os mistérios que rondam a humanidade. Conheça aqui a história do misticismo judaico e saiba como a cabala está conquistando o planeta.

por Texto Daniel Schneider
No princípio, Deus criou os céus e a Terra. "Faça-se a luz", e a luz foi feita. Depois, Deus criou o homem e o chamou Adão. Findos os 7 dias da Criação, o Senhor viu que tinha feito algo bom. O homem habitava o paraíso e tinha contato direto e constante com Ele. E daí Deus resolveu passar ao homem toda a sabedoria da cabala. "Adão conhecia a cabala", dizem alguns praticantes. O assunto, porém, é controverso entre os próprios cabalistas. Teria o conhecimento da cabala sido passado de Adão a seus descendentes até Noé, depois até Abraão, Moisés e em seguida aos grandes mestres históricos, que selecionavam rigorosamente aqueles que estariam aptos a ser seus discípulos? Não há consenso sobre o momento em que a cabala foi revelada ao homem, mas todos os cabalistas concordam que o ensinamento sagrado veio diretamente do Criador, assim como os 613 mandamentos judaicos contidos na Torá, a bíblia judaica, que os cristãos chamam de Pentateuco. "A cabala é além do tempo, ela não tem nem começo nem fim", diz o rabino israelense Joseph Saltoun, ex-professor do Centro de Estudos da Cabala, em São Paulo, e que hoje leciona em Vancouver, no Canadá.

Mas, afinal, o que é a cabala? Bem, para tornar mais simples a tarefa de explicar, vamos começar dizendo o que ela não é. Ok, cabala NÃO É religião, autoajuda, superstição, magia, bruxaria, sociedade secreta, meditação, adivinhação, interpretação de sonhos, ioga, hipnose ou espiritismo, embora possa estar relacionada a todas essas coisas. Agora fica mais simples entender o que a cabala É: um conjunto de ensinamentos sobre Deus, o homem, o Universo, a Criação, o Caminho, a Verdade e coisas afins; uma revelação de Deus para o homem. "Ela nos diz por que o homem existe, por que nasce, por que vive, qual é o objetivo de sua vida, de onde vem e para onde vai quando completa sua vida neste mundo", diz Marcelo Pinto, representante do centro de cabala Bnei Baruch no Brasil. "O ser humano tem muitas questões, e a cabala é um caminho espiritual que permite trazer de volta o elo com a verdadeira origem de tudo", explica Ian Mecler, professor de cabala no Rio de Janeiro e escritor de livros como O Poder de Realização da Cabala (Editora Mauad). Para Shmuel Lemle, professor da Casa da Cabala, também no Rio, "nada acontece por acaso. Existem leis de causa e efeito. Assim como existem leis físicas como a lei da gravidade, existem leis espirituais".

Independentemente de quando a cabala tenha surgido, o modo como a conhecemos hoje é o resultado da transmissão desses ensinamentos por meio da tradição judaica. A palavra cabala (????, em hebraico, cuja pronúncia mais próxima do original é "cabalá") significa receber/recebimento. A cabala é uma forma de misticismo, pois ensina que é possível ao homem ter contato direto com esferas superiores da realidade, ou mesmo com manifestações do próprio Criador. Portanto, de um modo simplificado, a cabala é o misticismo judaico, ou a corrente mística ligada à tradição do judaísmo, para ser mais exato.


União com o criador


Grosso modo, a cabala está para o judaísmo assim como o gnosticismo está para o cristianismo e o sufismo está para o islã. Gnosticismo e sufismo são as correntes místicas ligadas respectivamente às tradições cristã e muçulmana. Como misticismos, essas 3 correntes têm muito em comum (veja o quadro da página ao lado). A maior parte das diferenças está no modo de transmissão do conhecimento, adaptado à tradição em que aquele tipo de misticismo se desenvolveu. Esse raciocínio não vale apenas para as 3 religiões chamadas abraâmicas (por serem todas herdeiras do patriarca Abraão) mas também para as místicas orientais, como hinduísmo, tao e budismo, além do zoroastrismo na Pérsia, só para citar as mais conhecidas.

Se a cabala é um tipo de misticismo, talvez seja o caso de explicar: o que é misticismo? Em poucas palavras, é a crença na possibilidade de percepção, identidade, comunhão ou união com uma realidade superior, representada como divindade(s), verdade espiritual ou o próprio Deus único, por meio de forte intuição ou de experiência direta em vida. Na intenção de atingir esse tipo de experiência, as tradições místicas fornecem ensinamentos e práticas específicos, como meditação e aperfeiçoamento pessoal consciente. Nosso foco nesta reportagem, a cabala, não é exceção. Para entender melhor, vamos dar uma espiada no passado?


Tradição oral


Seja qual for o primeiro e privilegiado homem a ter recebido o conhecimento esotérico da cabala, ninguém discute que os ensinamentos foram transmitidos oralmente ao longo de muitas gerações, até que alguém resolvesse eternizá-los na escrita. Os primeiros escritos conhecidos com referências a esses ensinamentos datam do século 1. São livretos reunidos numa coleção chamada Heichalot ("Os Palácios"), que versam sobre os passos necessários para ascender evolutivamente através de 7 palácios celestiais, com ajuda de espíritos angelicais. Mas os livros mais importantes da cabala são o Sefer Yitizirah (Livro da Criação) e o Zohar (Livro do Esplendor), ambos de origem incerta. O primeiro teria sido escrito no século 2, mas seu autor é desconhecido. No caso do Zohar, a situação é ainda mais complexa. Para alguns cabalistas, ele foi escrito pelo rabino Shimon bar Yochai, também no século 2. A maioria dos estudiosos, porém, acredita que o Livro do Esplendor seja de autoria do escritor judeu-espanhol Moisés de León, que divulgou os manuscritos no século 13.

Embora o Sefer Yitizirah e o Zohar concentrem em suas páginas os principais ensinamentos da cabala, é importante lembrar que a Torá é tão importante quanto eles. Isso porque, segundo a cabala, a Torá contém ensinamentos preciosos codificados dentro do texto sagrado - decifrar esses ensinamentos ocultos é, por sinal, um dos principais propósitos do misticismo judaico. Uma das maneiras de interpretar a bíblia hebraica é recorrer a códigos e números: a guematria, a face matemática da cabala (veja reportagem na página 32), atribui valores numéricos a cada uma das 22 letras do alfabeto hebraico. A ordenação dessas letras no texto bíblico seria uma das maneiras que Deus teria encontrado para revelar ao homem os segredos do Universo.

As interpretações da Torá são tão importantes que foram divididas em 4 níveis de profundidade. O 1º nível, Peshat, é aquele com que todos leitores estão acostumados, mais simples, que compreende o sentido literal do texto. O 2º, Remez, já considera os significados alegóricos da linguagem (alusões). No 3º nível, Derash, entram comparações entre trechos similares e metáforas. O último nível seria aquele que compreende o sentido secreto e misterioso da mensagem divina: Sod. Juntos, os nomes das interpretações já possuem um significado próprio. Combinando-se as primeiras letras de cada um, obtém-se a palavra PaRDeS, que significa paraíso e remete à finalidade última do esforço de interpretação. Isto é, ao finalmente compreender a mensagem que Deus colocou nos textos sagrados, o cabalista receberia de volta o conhecimento do paraíso, como se lhe fosse devolvida a chave para retornar ao Éden, do qual Adão foi expulso por desobediência. "É como uma gota retornando ao oceano, de volta à realidade divina. Não é um processo fácil", diz o rabino Leonardo Alanati, da Congregação Israelita Mineira.


Mestres e discípulos

Durante séculos, especialmente após a destruição do Segundo Templo em Jerusalém pelos romanos, no ano 70, a sabedoria da cabala foi cuidadosamente transmitida "por mestres iluminados somente a pequenos grupos de seus discípulos mais brilhantes e inspirados", conta Alanati. Os discípulos ideais eram homens maduros (mais de 40 anos), pais de família, de comportamento exemplar e ávidos por descobrir os segredos do Universo. Não eram muitos, portanto, aqueles que se tornavam mestres e davam continuidade à transmissão do conhecimento oral. 

Para boa parte dos cabalistas, as restrições tinham uma razão clara: o público não estava preparado para receber esses ensinamentos. "Esse é o principal motivo para a transmissão restrita", opina Mecler. "Hoje, a evolução da ciência ajuda a compreender muitos dos ensinamentos antigos", diz. Mas o motivo de tanto segredo não era somente a escassez de discípulos ideais. Em diversas épocas, por razões diferentes, os judeus foram proibidos de professar publicamente sua fé - a perseguição aos cabalistas atingiu o clímax no século 16, durante a Inquisição espanhola (veja reportagem na página 56). Além disso, "a cabala contém uma reinterpretação revolucionária do texto bíblico, que usa uma simbologia complexa e uma linguagem ambígua", diz Alanati. Por causa disso, em muitas ocasiões os cabalistas foram considerados hereges. Até hoje, o estudo da cabala é condenado por várias vertentes do judaísmo.

Entre o período final da Idade Média e o fim da Idade Moderna, houve um ressurgimento da cabala. No século 13, o Zohar foi distribuído pelo escritor espanhol Moisés de León; no século 16, os conhecimentos foram sistematizados pelo místico Moisés Cordovero, um dos sábios a se refugiar na cidade israelense de Safed; em seguida, Isaac Luria divulgou novas interpretações dos ensinamentos, que foram espalhados por vários mestres pela Europa, fazendo da cabala a teologia dominante em círculos escolásticos e no imaginário popular judaico; e, no século 18, o rabino Baal Shem Tov fundou o hassidismo, variante ortodoxa do judaísmo que ensinava uma versão mais "fácil" da cabala. De todo modo, "a essência é a mesma há 4 mil anos", diz Mecler. "O conhecimento não muda, assim como as leis da física não mudam. Muda só a forma de transmitir", diz Lemle.

Hoje, com o advento da internet, o conhecimento da cabala é acessível a qualquer interessado, ainda que de forma simplificada. "Estamos prontos, então a hora chegou", conclama Lemle. Nos séculos 20 e 21, foram feitas diversas traduções do Zohar para o hebraico moderno (o idioma original é o aramaico) e para o inglês (não existe uma versão completa em português). Mas o fator que mais contribuiu para a popularização da mística judaica foi a recente adesão (desde a década de 1990) de celebridades como Madonna, Mick Jagger, David Bechkam, Britney Spears e outras (veja reportagem na página 44).

A organização responsável pelo surgimento da cabala pop é o Kabbalah Centre, uma escola de cabala fundada em 1984 na cidade de Los Angeles. Lá, como você pôde perceber ao ler o nome dos famosos, o acesso aos ensinamentos não é restrito a judeus. "Temos alunos de várias religiões", diz Yehuda Berg, um dos coordenadores do centro americano. "Não vejo problema nisso." 

Nem todos estudiosos aceitam a ideia de que a cabala deva ser acessível a todos. A atitude do Kabbalah Centre provocou reações indignadas de cabalistas mais tradicionais, como o iraquiano Yitzhak Kadouri, um dos mais importantes estudiosos da cabala no último século. "A cabala não é moda", disse em 2004, comentando a adesão de Madonna ao misticismo. "Ela deve ser estudada somente por judeus." 

Controvérsias à parte, a verdade é que a cabala ganhou milhares de aspirantes de diversas religiões nos últimos anos. Mas essa não é a primeira vez que acontece esse tipo de "sincretismo". Veja a seguir como diversas crenças e religiões encontraram na cabala uma parceira de peso.


Parcerias poderosas

Durante o Renascimento, a cabala despertou interesse de grupos místicos cristãos, intrigados com a compatibilidade entre as duas tradições. O resultado foi a criação da cabala cristã (ou católica), que levou novos níveis de interpretação aos textos sagrados cristãos. "Considero Jesus um mestre de cabala", diz Mecler. Um sincretismo mais profundo resultou no surgimento da chamada cabala hermética, que reúne ensinamentos de gnosticismo, alquimia, astrologia, religiões egípcia, greco-romana e pagãs, tarô, tantra, maçonaria, hermeticismo, neoplatonismo, hinduísmo e budismo, em uma espécie de síntese de todas as tradições místicas ditas autênticas. Outra variante é a cabala prática, que trabalhava com o uso da magia, incluindo a criação de amuletos e encantamentos, e teve seu apogeu na Idade Média (veja reportagem na página 62).

Mas, além dessas tradições cabalísticas distintas, a própria cabala judaica tem diferentes correntes. Uma delas é a já citada cabala pop. Outra variante tem como expoente o Bnei Baruch Kabbalah Education & Research Institute, fundado em 1991. Autodenominado o maior grupo de cabalistas em Israel, o Bnei Baruch não considera a cabala um misticismo, mas "uma ferramenta científica para o estudo do mundo espiritual". A proposta deles para compreender o Universo é aliar os estudos científicos da física, da química e da biologia às ferramentas cabalísticas. Seu fundador e atual diretor, o filósofo Michael Laitman, é Ph.D. em cabala pela Academia Russa de Ciências e mestre em biocibernética médica.

Além dessas e, claro, do judaísmo hassídico, existem outras correntes - mais conservadoras, mais literais, mais flexíveis... "Cada escola se liga mais em um ou outro mestre", esclarece Mecler. As diferenças são na ênfase em cada aspecto da sabedoria, mas todas seguem a base comum dos textos sagrados e da tradição oral. "Existem muitos mestres, e cada um pode escolher aquele com o qual se identifica, mas não há diferença na base do ensinamento", diz Lemle. Afinal, como costumam dizer, "a Verdade é uma só". Que tal conhecer um pouco dela?


Deus-infinito

Assim como a religião judaica, a cabala afirma que tudo o que existe vem de Deus. Entretanto, o Deus único não é compreendido exatamente da mesma maneira. Se, para a religião tradicional, Deus é o todo-poderoso Criador de todas as coisas, para a cabala Ele não é somente o Criador mas é também a Criação. Ou seja, a Criação não é dissociada do Criador, mas parte d’Ele. A existência de Deus não seria, portanto, distinta do espaço e do tempo; o espaço e o tempo estariam contidos no próprio Deus-Infinito. Mas não vá pensando que já entendeu, porque isso não é assim tão simples. E nem imagine que essas racionalizações vão proporcionar a você um entendimento profundo de Deus. Por um simples fato: segundo a cabala, ou mesmo a religião judaica, o Deus-Infinito não pode ser compreendido pela nossa mente física limitada. 

Claro que, apesar disso, os cabalistas não deixam de estudar esses ensinamentos, porque os consideram fundamentais para prosseguir no caminho da evolução espiritual. Um dos estudos mais importantes é justamente o que diz respeito à natureza da divindade. Para começar, os cabalistas preferem o termo Deus-Infinito - uma tradução para ??? ??? (lê-se da direita para a esquerda), ou Ein Sof, aquele que veio antes de tudo, que precede a Criação. Veja o que diz o Zohar sobre o Ein Sof: "Antes de dar qualquer formato ao mundo, antes de produzir qualquer forma, Ele estava só, sem forma e sem semelhança com qualquer outra coisa. Quem então pode compreender como Ele era antes da Criação? Por isso é proibido emprestar-Lhe qualquer forma ou similitude, ou mesmo chamá-Lo pelo Seu nome sagrado, ou indicá-Lo por uma simples letra ou um único ponto... Mas, depois que Ele criou a forma do Homem Celestial, Ele a usou como um veículo por onde descer, e Ele deseja ser chamado por Sua forma, que é o nome sagrado ‘YHWH’".

Pode parecer estranho não poder dar um nome a Deus, tornando-o de certa maneira inacessível para os homens. Afinal, se é assim, como pode existir uma experiência mística que permite esse acesso? Bem, a cabala explica que o contato com Deus é realizado indiretamente, por meio de um de seus desdobramentos. "Para tornar-se ativo e criativo, Deus criou as 10 sefirot ou emanações. As sefirot formam a Árvore da Vida, que representa os aspectos de Deus existentes dentro de nós", explica o rabino Alanati. Ou seja, uma maneira de ter o contato místico com Deus é através de uma das 10 sefirot, as mesmas representadas no famoso diagrama. Alanati explica que as 7 esferas mais baixas estão diretamente relacionadas com os 7 dias da Criação descritos no livro do Gênese.

Mas como teria se dado exatamente a Criação? A cabala tem um livro dedicado a esse tema: o já citado Sefer Yitizirah. O texto ensina que a primeira emanação do Ein Sof foi ruach (espírito/ar), que em seguida gerou fogo, responsável por formar água. A existência real dessas substâncias potenciais foi comandada por Deus, que as utilizou como matérias-primas de toda a Criação. Por exemplo, a água deu origem à terra, o fogo originou o céu e o ar ocupou o espaço entre eles para formar nosso planeta. Ainda segundo o Sefer, o Cosmos é dividido em 3 partes (cada uma delas contendo uma combinação dos 3 elementos primordiais): o mundo (ou, com alguma abstração, o espaço), o ano (tempo) e o homem.

A cabala divide o Universo em 4 planos de existência, divididos hierarquicamente a partir da emanação do Ein Sof até nós. Nessa ordem, teríamos então: o Atziluth (Mundo da Emanação ou das Causas), que recebe a luz diretamente do Ein Sof; o Beri’ah (Mundo da Criação), onde não há matéria e onde moram os anjos de mais alta hierarquia; o Yitizirah (Mundo da Formação), onde a Criação assume forma material; e o Assiah (Mundo da Ação), onde se completa a Criação e se localiza todo o Universo físico e suas criaturas. No sistema luriânico, um quinto mundo é mencionado, acima do primeiro, e que serviria de mediação entre o Ein Sof e o Mundo da Emanação.


Planos superiores

É curioso observar que, na cabala luriânica, desenvolvida no século 16 pelo rabino Isaac Luria, há um conceito que lembra a Teoria do Big Bang. Segundo essa linha cabalística, a primeira ação de Ein Sof para criar o Universo teria sido uma contração sobre si mesmo, que teria provocado uma catástrofe inicial chamada tohu, gerando um vácuo. Em seguida, esse váculo teria sido preenchido com as emanações divinas (de uma maneira explosiva, tendo em vista a grande velocidade dos acontecimentos narrados) e, a seguir, "retificado" nos mundos que você conheceu no parágrafo anterior.

Enquanto estiver no Mundo da Ação, o homem está sujeito a dirigir o corpo físico que lhe foi concedido, mas seu objetivo deve ser sempre o mesmo: aprender e evoluir para ascender aos planos superiores. "O judaísmo acredita que a alma é eterna e subdividida", diz Alanati. "A vida continua em outras realidades além da nossa, aguardando a ressurreição. A cabala é a única corrente dentro do judaísmo que defende o conceito de reencarnação: algumas almas retornam a este mundo em outro corpo, até acabar de cumprir a sua missão. Ou então elas voltam para nos trazer bênçãos e luz através de seu ser altamente desenvolvido". Segundo ele, seria possível uma alma atingir o estágio de evolução necessário em uma única vida, mas é comum receber mais algumas chances, num processo de reencarnação que também faz parte dos aprendizados evolutivos.

Segundo a cabala, a alma humana é dividida em 3 partes básicas. A mais "baixa", chamada nefesh, é a parte animal, responsável pelos instintos e reflexos corporais. Acima dessa estaria ruach, o espírito ou alma média, que contém as virtudes morais e a habilidade de distinguir o que é bom e o que é ruim. A alma alta, neshamah, seria a terceira parte, que representa o intelecto e distingue o homem das outras formas de vida, por permitir a vida após a morte. É a neshamah que permite a percepção da existência de Deus.

Outras duas partes da alma humana são discutidas no Zohar: chayyah, que permite a consciência da força divina, e yehidah, a parte da alma que é alta o suficiente para atingir o maior nível possível de união com o Criador. "A meta é alcançar o propósito para o qual fomos criados: a equivalência de forma com a Força Superior. Todo o trabalho na cabala tem esse objetivo", resume Marcelo. Na hipótese remota de a humanidade finalmente se unir ao Criador, em uma fusão completa e perfeita, o que aconteceria? O fim do mundo? O começo de uma nova e gloriosa Criação? Bom, isso nem mesmo os mestres cabalistas sabem responder... 


VOLTA ÀS ORIGENS
Grupo de jovens israelenses se reúne em uma caverna perto da vila de Beit Meir, em Jerusalém, para estudar a cabala, em maio de 2010. Uma vez por semana, cerca de 12 judeus ortodoxos se encontram nesta caverna perto da cidade sagrada para repetir um ritual antigo: analisar e discutir, por horas a fio, os textos de livros como o Zohar. 


FESTA MÍSTICA
Mais de 2 mil estudantes da cabala se reuniram na Times Square, em Nova York, para celebrar a chegada do Ano-Novo Judeu, Rosh Hashana, em setembro de 2001. O canto, a dança e as vestes brancas são típicos de uma nova geração de cabalistas, que considera a festa, a celebração e a alegria tão importantes quanto a meditação e as longas sessões de estudo dos textos antigos. 


LADO A LADO
Judeus ortodoxos e soldados israelenses rezam juntos na tumba do rabino Isaac Luria, em Safed, Israel. Luria, um dos mais importantes cabalistas de todos os tempos, foi o responsável pela renovação do misticismo no século 16 com a criação da cabala luriânica e a divulgação de seus ensinamentos para além dos círculos judaicos.


BANHO SAGRADO
Um judeu se banha nas águas geladas da Mikve HaAri, localizada em Safed, Israel. Cabalistas repetem há anos o ritual, prestando homenagem ao rabino Isaac Luria, que teria utilizado as mesmas águas no século 16. Alguns se banham todos os dias, mas o mais comum é realizar o ritual na véspera do Shabat.


SÓ PARA JUDEUS
O cabalista Yitzhak Kadouri segura um exemplar do Zohar na biblioteca de sua casa em Jerusalém, em 2004. Um dos maiores estudiosos contemporâneos da cabala, Kadouri ganhou notoriedade por sua influência política e por suas declarações polêmicas. Em 2004, durante visita de Madonna a Israel, ele se recusou a falar com a cantora, dizendo que "o estudo de cabala é proibido para as mulheres, e também para os que não são judeus".


A cabala no tempo Conheça a evolução da corrente mística judaica, da criação do Universo até os dias de hoje 

Criação
Origem - 3700 a.C.
Deus cria Adão. Há quem defenda que ele teria sido o primeiro conhecedor da cabala, obtida diretamente do Criador.


Patriarca - 1800 a.C.
Nasce Abraão, patriarca dos judeus, dos cristãos e dos muçulmanos. Para alguns, ele seria o primeiro conhecedor da cabala.


Êxodo - 1500 a.C.
O profeta Moisés teria recebido a cabala diretamente de Deus no monte Sinai, juntamente com a Torá e os Mandamentos.


Templo - 516 a.C.
É erguido o Segundo Templo em Jerusalém. A chamada Torá Oral é transmitida ao longo dos anos.


Formação
Diáspora - 70 D.C.
Perseguição romana e destruição do Segundo Templo. Segunda diáspora. Cabala é mantida em segredo.


Palácios - Séc. 1
É escrita a coleção de literatura judaica conhecida como Heichalot ("Os Palácios"), que inspirou motivos cabalísticos.


Manuscritos - Séc. 2
É escrito o livro Sefer Yitizirah, a obra mais antiga do chamado esoterismo judaico. Segundo a tradição, é escrito também o Zohar, no idioma aramaico, pelo rabino Shimon bar Yochai.


Título - Séc. 11
O termo cabala passa a ser usado para identificar o misticismo judaico. Não há consenso se o pioneiro nesse uso foi o filósofo judeu Shlomo ibn Gevirol ou o cabalista espanhol Bahya ben Ahser. 


Expansão
Redescoberta - Séc. 13

O Zohar é descoberto (ou escrito, segundo alguns estudos) e distribuído pelo escritor judeu-espanhol Moisés de León.


Renovação - Séc. 16
Sábios cabalistas refugiam-se na cidade de Safed, em Israel: entre eles está Isaac Luria, criador da cabala luriânica. 


Vivência - Séc. 18
Fundado pelo rabino e místico judeu Baal Shem Tov, o judaísmo hassídico, ramo ortodoxo que prega a vivência mística da fé judaica, populariza uma forma mais simples de cabala no Leste Europeu. 


Tradução - Séc. 20
O rabino Yehuda Ashlag, fundador do Kabbalah Centre de Israel, completa em 1922 a primeira tradução do Zohar para o hebraico moderno. Em 1984, Philip Berg funda o Kabbalah Centre de Los Angeles. 


Ao acompanhar esta linha do tempo, você vai notar algumas discrepâncias entre o que dizem as tradições judaicas e a opinião dos estudiosos. O caso mais exemplar é o do Zohar: no século 13, Moisés de León distribuiu a primeira versão escrita da obra, alegando que havia encontrado os manuscritos originais, do século 2. Conta-se, porém, que um homem rico ofereceu à viúva de Moisés de León uma alta soma de dinheiro pelos originais. Desolada, ela teria confessado que seu marido era o verdadeiro autor.
Uma verdade, muitos caminhos Cada misticismo tem seu próprio método para chegar até a Verdade. Mas a essência é a mesma. Veja aqui as semelhanças e diferenças entre 6 correntes místicas 

CABALA
O que é - O misticismo judaico é baseado na crença de que todos os segredos do Universo foram revelados por Deus, de forma codificada, na Torá. Os cabalistas procuram desvendar esses segredos.

Principal texto - Distribuído no século 13 pelo rabino Moisés de León, o Zohar ajuda a explicar os ensinamentos ocultos na Torá.

Principal patriarca - Abraão, embora não haja consenso se o primeiro conhecedor da cabala teria vindo antes (Adão ou Noé) ou depois (Moisés).

Entidade máxima - Ein Sof, o Deus-Infinito, que criou o Universo usando as 22 letras do alfabeto hebraico e as 10 emanações chamadas de sefirot.

GNOSTICISMO
O que é - Gnose é um tipo especial de conhecimento, uma espécie de saber profundo. Ligado à história do cristianismo, o gnosticismo possui elementos pagãos e outros sincretismos.

Principal texto - Escrito por volta do séc. 2, o Pistis Sophia relata os ensinamentos de um Jesus ressuscitado aos apóstolos.

Principal patriarca - Para os gnósticos, Jesus Cristo é o maior mestre de todos os tempos, mas não é considerado o próprio Deus.

Entidade máxima - O Absoluto. Num conceito próximo ao do Ein Sof, Ele também tem emanações, conhecidas como "Æons".
SUFISMO
O que é - A palavra remete à ideia de pureza. Enquanto o islã crê no encontro com Deus após a morte, o sufismo defende essa possibilidade ainda em vida, por meio de uma experiência mística, chamada irfan.

Principal texto - Escrito no século 11 pelo sábio persa Hujwiri, o Kashf al Mahjub ("Revelando o Velado") discute os principais conceitos sufistas.

Principal patriarca - O profeta Maomé teria transmitido os ensinamentos sufistas àqueles que poderiam experimentar um encontro com Alá.

Entidade máxima - Seguindo a tradição islâmica, Alá é o único Deus, embora tenha uma coleção de nomes, assim como acontece na cabala.

RAJA IOGA

O que é - Originado no hinduísmo, o raja ioga ("ligação", em sânscrito) também está presente no budismo e consiste em disciplinas mentais muito além das práticas mais conhecidas no Ocidente.

Principal texto - Os textos hindus conhecidos como Ioga Sutra explicam os meios de atingir o Samadhi, que seria a união completa com Deus.

Principal patriarca - Não tem. Entretanto, uma figura histórica importante é Patañjali, autor dos Yoga Sutra e de outros textos filosóficos.

Entidade máxima - Brahman é para o Ioga a Realidade Eterna, Infinita, Imutável, Origem e Identidade de tudo o que há no Universo.
ZOROASTRISMO
O que é - Misticismo surgido na antiga Pérsia, baseado nos ensinamentos de Zaratustra. Dizem que os iniciados detinham o conhecimento místico necessário para dominar as forças da natureza.

Principal texto - Chamado Gathas, traz versos que exploram a essência divina da Verdade, da Mente Sadia e do Espírito de Justiça.

Principal patriarca - O profeta Zaratustra (ou Zoroastro) viveu em algum momento entre os séculos 16 e 10 a.C. e teria sido o autor do Gathas.

Entidade máxima - Chamado por Zaratustra de "o Deus não criado", por ser a origem de tudo, Ahura Mazda é onisciente, mas não onipotente.
TAO
O que é - Profundamente dualista, o tao prega o caminho do equilíbrio entre os eternos opostos. Viver em harmonia, agindo com sutileza por meio do "não agir" (wu-wei), seria a chave para atingir o Tao.

Principal texto - O Tao Te Ching ("Livro do Caminho e da Virtude") serviu de inspiração não só para o taoismo, mas também para o zen-budismo.

Principal patriarca - Autor do Tao Te Ching, o reverenciado Lao Tsé (o nome significa Velho Mestre) é envolto em mistérios. 

Entidade máxima - Verdadeira natureza do Universo, o Tao o precede e o abarca completamente. Não personificado, confunde-se com o próprio Caminho.
cabala é uma tradição mística judaica muito antiga, que despontou no século XIII na literatura, visto que antes era transmitida pelo conhecimento oral. Com efeito, a cabala trata-se de uma ciência oculta e esotérica complexa, pautada nas relações entre o ser humano e a natureza, a partir dos conceitos de universo,eternidade mistério.
O objetivo central da cabala é a busca da evolução espiritual sendo um elemento significativo para os que seguem essa ciência, o uso da meditação. Para tanto, os cabalistas exploram os significados ocultos presentes no livro sagrado do judaísmo, a Torá, utilizando a numerologia, diagrama e símbolos.

Árvore da Vida

cabala-1_xl.jpg
Um dos símbolos judaicos da cabala é a chamada “Árvore da Vida” ou “ÁrvoreSefirótica”, donde retrata os Sefirots, criadores do universo. Representa um diagrama composto de dez esferas (dez fases e os mundos da cabala), a saber: Reino (Malchut), Fundação (Yesod), Majestade (Hod), Resistência (Netzach), Compaixão (Tiferet), Amor (Chesed), Poder (Gevurah), Sabedoria (Chochmah), Inteligência (Binah) e Coroa (Keter).
Assemelha-se a uma árvore invertida, ou seja, é representada com suas raízes invertidas que tocam o céu, enquanto que seus ramos permanecem na terra. Essesímbolo cósmico da cabala, aponta para a evolução espiritual, na medida em que as raízes buscam o mantimento espiritual do céu, espalhando assim, no mundo terreno, a sabedoria divina.

Tríade Hebraica

Na cabala, a tríade hebraica, representada pela letra “Shin”, simboliza os três primeiros Sefirot. O símbolo, uma esfera com três pequenas bolas, dentro de um triângulo, destaca a coroa no centro, a mãe à direita e o pai à esquerda.

Mundos da Cabala

Os quatro mundos da Cabala representam as fases do processo de criação, são eles:
  • Atziluth: mundo das emanações e do princípio
  • Beriah: mundo da criação
  • Yetsirah: mundo angelical e da formação
  • Assiah: mundo da matéria e da ação

Ein Sof

Símbolo da luz de Deus, o Ein Sof é representado por um círculo demostrando o aspecto infinito de Deus, que segundo os cabalistas, existiu antes da criação.

ACESSANDO A LUZ DIVINA





http://acessandoadivinaluz.webnode.com.br/alimenta%C3%A7%C3%A3o%20saudavel%20x%20doen%C3%A7as/

TERAPIAS ALTERNATIVAS