Rosana Blogueira

domingo, 18 de janeiro de 2015

PARA ALGUÉM ESPECIAL, UMA CRÔNICA INSPIRADA EM CHEIROS E TANGO!

Tango original de Carlos Gardel - Por una cabeza...a versão acima é a música-tema, composta por Thomas Newman do filme                         Perfume de Mulher, dirigido por Martin Brest, com Al Pacino no elenco

Perfume de mulher

Janys resolvera se refugiar em um chalé na serra, na verdade resolvera fugir momentaneamente de sua vida um tanto morna, de algumas pesadas responsabilidades que sua vida ultimamente lhe impingira.
Filhos adoráveis, marido dedicado, família tradicionalíssima e abastada de uma cidadezinha do interior encantadora, ela sempre fora preocupação maior da família que a tinha como rebelde, um tanto problemática, uma menina, digamos, socialista romântica, que não se relacionava afetivamente muito bem com a mãe e tinha lá suas divergências com o jeito muito tradicional demais de como fora educada. Era a predileta de sua avó que sempre acreditou na capacidade daquela menina frágil, meiga e, diferentemente em relação aos demais netos, tinha com ela uma afinidade tremenda e, com ela, entabulava longas e deliciosas conversas que a marcariam para sempre.
Um dia Janys revelou-se. E, apesar de ter se casado com alguém de nível social diferente, de repente, tomou gosto pelos negócios da família, tornou-se uma mãe excepcional, a filha adorável, a despeito do seu jeito ainda contestador. Formou-se na área de Humanas, revelou-se como uma profissional capacitadíssima na área da Educação.
E, através de uma rede social, reencontrou-se com uma amiga da cidade natal de seus pais– mais velha que ela - e, dali em diante, sempre varavam madrugadas, a distância, conversando sobre tudo, sobre todos, ambas com saudades do que viveram e do que não viveram, sempre em sintonia, ambas com muitas afinidades em comum.
Pois bem. Combinaram um encontro em uma cachaçaria, rumo aos “etílicos”, para comemorar a vida, celebrar o reencontro de ambas. Os filhos ficariam com a sogra. E elas dançariam sob o som de um bom rock. E, assim aconteceu. Noite linda, papos deliciosos, boa música, muita alegria, juntas se jogaram noite afora, conheceram pessoas interessantes. A amiga, Elisabeth, apresentou-lhe Robert, um amigo que por lá estava. Empatia imediata.
(...)
E agora, no alto das montanhas, Janys fora surpreendida Robert, que soubera o quão especial era ela. E ela descobriu-se outra mulher...liberta momentaneamente das responsabilidades, ciente da urgência de viver aquele momento sem culpa, distante das impiedosas cobranças.
Trocou o Lambrusco costumeiro pelo Beaujolais e brindou o encontro com aquele homem desconhecido, de olhar cintilante e “ pegada “ atípica que a tomara nos braços e a envolvera em beijos quentes para , depois, fazê-la rodopiar ao som de um tango não menos “caliente” -“Por uma cabeza”, da trilha Perfume de Mulher.
E ela deixou-se conduzir, inebriada pelo cheiro da dama-da-noite, pelo desconhecido, sob a lua redonda, imensa.

Lá do alto, avistou, na imensidão da noite, uma estrela - a mais brilhante- que a aplaudia, cúmplice. Quem sabe não seria essa estrela a sua avó, a que tanto sabia das coisas, da vida, e da neta tão amada?